texas-moody

Cursos con instructor

Jornalismo científico: Da pandemia à crise climática, como melhorar a cobertura de ciência

11 de outubro a 7 de novembro de 2021
Instructores:   Thiago Medaglia

Bem-vindos ao novo MOOC do Centro Knight, "Jornalismo Científico: da pandemia à crise climática, como melhorar a cobertura de ciência", oferecido em quatro módulos semanais de 11 de outubro a 7 de novembro de 2021. Este curso produzido pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, graças ao apoio do Instituto Serrapilheira, busca aprofundar o conhecimento que jornalistas – especializados ou não – têm da ciência, seu funcionamento e nuances, tendo como objetivo qualificar a cobertura jornalística de temas como meio ambiente, saúde e outros. Assista ao vídeo e leia abaixo os detalhes do curso, como programa, metas, objetivos e  instruções de como se inscrever.

Graças ao apoio de

Serrapilheira_logo

 

Elija entre las siguientes opciones

É fácil se inscrever na plataforma. Por favor, siga os seguintes passos:

  1. Crie uma conta em nossa plataforma de cursos online. Se você tem uma conta, mas já não participa nos nossos cursos há seis meses, por favor, crie uma nova conta para garantir que você possa acessar nossa plataforma de cursos online.
  2. Aguarde receber no seu e-mail uma mensagem confirmando que a sua conta foi criada. Se não receber este e-mail, por favor verifique na sua caixa de spam.
  3. Faça seu login na plataforma e desça o cursor até ver a lista de cursos. Clique no curso
    “Jornalismo Científico: da pandemia à crise climática, como melhorar a cobertura de ciência”.
  4. Um botão vai aparecer na tela. Clique em “Inscreva-me” para se inscrever no curso. Você poderá acessar o curso no menu “Cursos”, no topo da página.
  5. Você vai receber um e-mail confirmando sua inscrição.

Para garantir que você receba e-mails sobre o curso, por favor, adicione aos seus contatos os seguintes e-mails  journalismcourses@austin.utexas.edu e filipa.rodrigues@utexas.edu.

Neste curso de quatro semanas, os participantes irão aprender sobre conceitos e práticas fundamentais da ciência, tais como o processo de publicação, a revisão pelos pares, o que são estudos preprints, o que é retratação e outros. Juntos, iremos examinar as diferenças entre jornalismo científico e comunicação da ciência, boas práticas e dicas para repórteres, o papel do jornalista de ciência, como selecionar fontes e identificar especialistas, além de lições trazidas pela pandemia.
Os participantes terão acesso a conteúdos com cientistas de instituições relevantes e jornalistas especializados, além disso, iremos analisar qualitativamente exemplos reais de reportagens científicas e abordar questões relacionadas à cobertura das alterações climáticas, desmatamento e meio ambiente e o uso de dados no jornalismo. Os participantes sairão com uma extensa lista de dicas e recomendações para fazer suas próprias reportagens, independentemente de experiência prévia nas editorias de ciência e meio ambiente.
O curso fornecerá aos jornalistas ferramentas para lidar com o negacionismo e a desinformação.

Jornalistas não especializados em ciência ou aqueles que tenham conhecimento introdutório sobre o tema. Comunicadores científicos e até mesmo cientistas poderão absorver conhecimentos e práticas úteis ao seu dia a dia. 

Na conclusão deste curso, os participantes serão capazes de:

  • Compreender melhor os mecanismos de funcionamento da ciência e as razões pelas quais ela é, sim, confiável;
  • Selecionar de maneira criteriosa suas fontes e entrevistados, tendo clareza sobre o conceito de especialista;
  • Identificar os diferentes tipos de estudo, dando o peso devido a cada publicação;;
  • Evitar armadilhas como promover falsas equivalências entre cientistas e "fontes" negacionistas em suas reportagens;
  • Assimilar os conceitos fundamentais que fazem das alterações climáticas induzidas por ação humana um fato científico;
  • Interpretar corretamente os dados sobre desmatamento e fogo na Amazônia;
  • Aprender sobre boas práticas jornalísticas ao lidar com bases de dados científicas;
  • Participar de uma comunidade mundial de jornalistas de meio ambiente e ciência, a fim de compartilhar percepções e experiências práticas.

Durante este MOOC, podemos ter que fazer login em diferentes plataformas de mídia social, como Facebook, Twitter, Instagram e possivelmente WhatsApp. Os participantes devem ser capazes de usar Google Documents, Google Spreadsheets e diferentes navegadores.

Em primeiro lugar, note que este curso é assíncrono. Isso significa que não há atividades ao vivo, agendadas em horários pré-estabelecidos. Você pode se logar no curso e completar as atividades ao longo da semana, no seu próprio ritmo, nos dias e nas horas que forem mais convenientes para você. Apesar de sua natureza assíncrona, o curso tem alguns pilares.

O material é organizado em quatro módulos semanais. Cada módulo será lecionado pelo nosso instrutor Thiago Medaglia, com o apoio de instrutores assistentes, e vai tratar de um tema diferente por meio de vídeos, apresentações, leituras e fóruns de discussão. Haverá um questionário por semana para aferir os conhecimentos que você obteve. Os testes e a participação nos fóruns de discussão, semana a semana, são os requisitos básicos para obter um certificado de conclusão ao final do curso.

Este curso é muito flexível. Se você estiver atrasado no conteúdo, você tem até o final do curso para completar as aulas e atividades. Para não ficar para trás, nós recomendamos que você complete cada um dos ítens a seguir, antes do final de cada semana:

  • Vídeoaulas
  • Leituras e exercícios
  • Participação nos fóruns de discussão
  • Questionários sobre os conceitos apresentados nas videoaulas e/ou leituras

Módulo Introdução: O que esperar das próximas semanas

Neste módulo, você será apresentado ao instrutor e aos objetivos do curso. Ao longo de quatro semanas, você terá a oportunidade de aprofundar o seu conhecimento sobre a ciência e seus mecanismos de funcionamento. O programa não é apenas destinado a jornalistas especializados. As informações e dicas compartilhadas durante os quatro módulos irão capacitar profissionais de diferentes editorias a enriquecerem sua cobertura jornalística, independentemente do tema.Alguns dos principais tópicos analisados durante as quatro semanas de curso são: por que confiar na ciência, quais os critérios para atribuir a um cientista o título de especialista, lições trazidas pela pandemia causada pela covid-19, como identificar e lidar com as principais armadilhas negacionistas, falsas equivalências e o papel do jornalismo na propagação do conhecimento, boas práticas em reportagem de ciência e outros. 

Módulo 1: Introdução ao Jornalismo Científico
(De 11 de outubro a 17 de outubro de 2021)

Neste módulo, iremos analisar conceitos fundamentais do jornalismo científico, tais como os diferentes tipos de estudo, boas práticas e como ler um paper científico. Alguns tópicos deste módulo são: 

  • Como funciona a ciência: publicação, revisão pelos pares, preprints, retratação e outros;
  • Critérios de diferenciação de estudos e revistas científicas;
  • Diferenças entre jornalismo científico e comunicação da ciência;
  • Como ler um paper científico: boas práticas e dicas para repórteres;
  • Qual é o papel do jornalista de ciência?;
  • Jornalismo científico pós-pandêmico: lições e reflexões trazidas pela pandemia.

Entrevistas: Mariana Varella, portal Dráuzio Varella; Fabiana Cambricoli, ex-repórter de saúde do Estadão

Módulo 2: Por que confiar na ciência?
(De 18 de outubro a 24 de outubro de 2021)

Neste módulo, iremos refletir sobre os mecanismos que tornam a ciência confiável, tendo por objetivo ampliar nossa compreensão do funcionamento da ciência, o que pode nos tornar jornalistas mais preparados para lidar com armadilhas diversionistas e negacionistas. Alguns tópicos importantes deste módulo são:

  • O que é negacionismo científico e como identificá-lo?;
  • Agnotologia: um novo campo da História da Ciência que estuda a ignorância;
  • Critérios para identificar (ou vetar) fontes e especialistas;
  • Por que confiar na ciência?
  • Falsas equivalências e o papel do jornalismo na construção do conhecimento.

Módulo 3: Cobertura ambiental e da crise climática
(De 25 de outubro a 31 de outubro de 2021)

Este módulo trata da cobertura ambiental no Brasil e no mundo, com destaque para temas relacionados ao desmatamento na Amazônia e às alterações climáticas. Juntos, iremos investigar a ciência por trás do monitoramento dos principais fatores de pressão sobre a maior floresta tropical do planeta e, entre outros aspectos, por que as alterações climáticas induzidas por atividade humana são consideradas um fato científico:

  • A relevância da Amazônia para a política internacional brasileira e para o futuro climático do planeta;
  • A pandemia de covid-19 é, antes de tudo, uma crise ambiental;
  • A importância da ciência na cobertura ambiental;
  • Dicas para a cobertura da crise climática;
  • O Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC);
  • O papel da ciência no monitoramento da Amazônia.

Entrevista: Cláudio Ângelo, MapBiomas e Fakebook.Eco; Mercedes Bustamante, UnB e Academia Brasileira de Ciências

Módulo 4: Jornalismo de dados e suas intersecções com a ciência
(De 1 a 7 de novembro de 2021)

Neste módulo, iremos analisar os princípios introdutórios essenciais do jornalismo de dados e a relação dessa especialidade jornalística com a ciência. Alguns tópicos do módulo final deste curso:

  • Essa história precisa ser contada em dados?;
  • O que não fazer ao analisar dados?;
  • Os diferentes caminhos narrativos;
  • Como simplificar assuntos densos;
  • Como tornar o conteúdo científico acessível e atraente;
  • O jornalismo científico como precursor do jornalismo de dados.

Entrevista: Carolina Moreno, Grupo Globo; Diego Ricardo Xavier, Fiocruz

ThiagoThiago Medaglia é um jornalista brasileiro especializado em ciência e meio ambiente, além de escritor e fundador da Ambiental Media (https://ambiental.media/en). Ex-editor no InfoAmazonia.Org e na Mongabay, repórter independente da revista National Geographic Brasil, onde já trabalhou como editor (2001-2013). Fellow do Centro Internacional para Jornalistas no programa "Um caminho digital para o empreendedorismo na América Latina" (ICFJ, 2015); pós-graduado em Jornalismo Empreendedor pela City University de Nova York (Cuny, 2016); palestrante nas duas últimas edições da Conferência Mundial de Jornalismo Científico (WCSJ, 2017, 2019); bolsista do Programa Knight de Jornalismo Científico do MIT (KSJ-MIT, 2020); bolsista do Instituto Serrapilheira com a Ambiental Media (2021); e atualmente estudante de mestrado no Departamento de História da Ciência em Harvard.

O certificado de conclusão do nosso curso é gratuito! Ao final do curso, a equipe do Centro Knight irá verificar as atividades de todos os estudantes para determinar quem se qualifica para o certificado de conclusão. Após a verificação, enviaremos um email com mais informação sobre como fazer o download do certificado.

Não é necessário preencher nenhum formulário para obter o certificado de conclusão. O Centro Knight verifica as atividades de todos os participantes do curso e envia emails para todos os estudantes que completaram as atividades. 

Para se qualificar para receber o Certificado de Conclusão, você deve:

  • Assistir às vídeo aulas semanais e cumprir as leituras semanas
  • Completar os questionários semanais com um percentual de acerto de no mínimo 70% (Você pode refazer os questionários quantas vezes for necessário. Apenas a nota mais alta vai ser considerada.)
  • Criar OU responder a pelo menos um tópico no fórum de discussões por semana

Não há créditos formais de qualquer tipo associados a este certificado. O certificado é emitido pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas apenas para atestar que a pessoa concluiu satisfatoriamente o curso online.