28 julho, 2012

“Elaboração de mapas interativos”: novo curso online em espanhol

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas oferecerá um novo curso online de quatro semanas, o “Elaboração de mapas interativos”, um treinamento introdutório para jornalistas interessados em conhecer ferramentas digitais para a visualização e a análise de dados. As aulas serão em espanhol, entre 27 de agosto e 23 de setembro de 2012. O instrutor será o jornalista Carlos Martínez de la Serna, que até recentemente chefiou a versão digital do jornal espanhol El Mundo.

Os interessados poderão se inscrever até o dia 16 de agosto de 2012, às 17h (horário de Austin, no Texas). Mais detalhes sobre o curso estão disponíveis aqui. Inscreva-se aqui.

Será dada prioridade a candidatos da América Latina e do Caribe. Os participantes pagarão uma taxa administrativa de 60 dólares e receberão um certificado de participação.

O curso mostrará como usar as ferramentas básicas necessárias para a criação de mapas interativos e a visualização de dados geoespaciais, analisar criticamente os mapas utilizados no jornalismo, analisar dados geoespaciais para reportagens e desenvolver um projeto de jornalismo com dados geoespaciais.

O curso é voltado para jornalistas e editores sem experiência na elaboração de mapas e que estejam interessados em conhecer os conceitos e as ferramentas básicas para criar mapas interativos e se envolver no jornalismo gráfico. O curso também está aberto a diagramadores e editores gráficos dispostos a aprender novas técnicas.

Segundo Martínez de la Serna, “a análise e a visualização de dados é uma disciplina emergente, para contar histórias complexas de uma forma atraente e dinâmica. Os mapas desempenham um papel importante, como interfaces intuitivas para a visualização de dados, como ponto de partida para desenvolver o jornalismo de dados nas redações e como uma oportunidade de desenvolver uma nova geração de serviços eficientes de localização enraizados no jornalismo de serviço público”.

Os participantes aprenderão a analisar dados geoespaciais e a construir mapas dinâmicos e interativos, utilizando um código aberto, com acesso total ao aplicativo geoespacial CartoDB. Também aprenderão a utilizar o Quantum GIS, um sistema de informações geográficas de código aberto, e o Carto CSS, ferramenta semelhante ao CSS para dar estilo aos mapas.

Para o curso, é recomendável conhecer e saber usar ferramentas como o Google Docs. Ter familiares com programas de planilhas como o Excel e o Numbers também é recomendável.

Carlos Martínez de la Serna é um jornalista especializado em notícias online e na divulgação de informações científicas e de saúde. Ele trabalha para a Vizzuality, reconhecida empresa focada na análise e na visualização de datos. Já foi editor-chefe da edição digital do jornal espanhol elmundo.es. Já trabalhou em Madri, Nova York e Tóquio e viajou muito para a África Oriental e o Leste da Ásia para fazer reportagens de saúde. É também professor de notícias online e ferramentas digitais em jornalismo em várias universidades e centros acadêmicos.

O curso será divido em módulos semanais, com apresentações multimídia e links para recursos online. A maior parte das atividades pode ser realizada no horário mais conveniente para os participantes. Semanalmente, haverá um webinário ao vivo. Exercícios, discussões e tarefas adicionais também fazem parte do programa. Espera-se que os profissionais dediquem entre 10 e 15 horas por semana ao curso.

As aulas serão realizadas por meio da plataforma de ensino à distância do Centro Knight, que já beneficiou mais de 6 mil jornalistas da América Latina e do Caribe desde sua criação, em 2003.

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas foi criado pelo professor Rosental Alves, da Escola de Jornalismo da Universidade do Texas em Austin, em agosto de 2002, graças à uma generosa doação da John S. and James L. Knight Foundation. O Centro também recebe contribuições de outros doadores, incluindo as Open Society Foundations e a Universidade do Texas em Austin. O objetivo principal do Centro é ajudar os jornalistas da América Latina e do Caribe que estão interessados em melhorar a qualidade do jornalismo em seus países.