texas-moody

Self-Directed Course

Jornalismo científico: da pandemia à crise climática, como melhorar a cobertura de ciência

Instructor(s):   Thiago Medaglia
Choose from the options below

Bem-vindos/as ao curso auto-dirigido “Jornalismo científico: da pandemia à crise climática, como melhorar a cobertura de ciência”, produzido pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, em parceria com o Instituto Serrapilheira. Este programa foi originalmente oferecido no formato MOOC (curso online massivo e aberto) no período de 11 de outubro a 7 de novembro de 2021. O objetivo do curso é aprofundar o conhecimento que jornalistas – especializados ou não – têm da ciência, seu funcionamento e nuances, tendo como objetivo qualificar a cobertura jornalística de temas como meio ambiente, saúde e outros.

Graças ao apoio de

Serrapilheira_logo

Jornalismo científico: da pandemia à crise climática, como melhorar a cobertura de ciência” é ministrado por Thiago Medaglia e inclui vídeo-aulas, tutoriais e leituras. As informações e dicas compartilhadas durante nos quatro módulos irão capacitar profissionais de diferentes editorias a enriquecerem sua cobertura jornalística, independentemente do tema. Alguns dos principais tópicos analisados são: por que confiar na ciência, quais os critérios para atribuir a um cientista o título de especialista, lições trazidas pela pandemia causada pela COVID-19, como identificar e lidar com as principais armadilhas negacionistas, falsas equivalências e o papel do jornalismo na propagação do conhecimento, boas práticas em reportagem de ciência e outros.

Os materiais do curso são divididos em quatro módulos:

Esperamos que você goste dos materiais. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato conosco em journalismcourses@austin.utexas.edu.

Conheça o Instrutor

ThiagoThiago Medaglia é um jornalista brasileiro especializado em ciência e meio ambiente, além de escritor e fundador da Ambiental Media. Ex-editor no InfoAmazonia.Org e na Mongabay, repórter independente da revista National Geographic Brasil, onde já trabalhou como editor (2001-2013). Fellow do Centro Internacional para Jornalistas no programa "Um caminho digital para o empreendedorismo na América Latina" (ICFJ, 2015); pós-graduado em Jornalismo Empreendedor pela City University de Nova York (Cuny, 2016); palestrante nas duas últimas edições da Conferência Mundial de Jornalismo Científico (WCSJ, 2017, 2019); bolsista do Programa Knight de Jornalismo Científico do MIT (KSJ-MIT, 2020); bolsista do Instituto Serrapilheira com a Ambiental Media (2021); e atualmente estudante de mestrado no Departamento de História da Ciência em Harvard.

Bem-vindos ao módulo introdutório do nosso MOOC!

Introdução

1. Vídeo de boas-vindas

Assistir vídeo   

2. Ementa

Ementa

 Leituras 

1. Dicas de Jornalistas de Ciência (em inglês)

Produzido pela Associacão Americana para o Avanço da Ciência (AAAS, na sigla em inglês), o link traz recomendações e dicas básicas para jornalistas com pouca ou nenhuma experiência na área. A lista de autores: 

  • Flora Lichtman, The Adaptors 
  • Mariette DiChristina, Scientific American 
  • Ira Flatow, NPR 
  • Andrew Revkin, Dot Earth e The New York Times 
  • Carl Zimmer, The New York Times 
  • Robert S. Boyd, McClatchy Newspapers

2. Por que devemos confiar nos cientistas? [TED]

Palestra online TEDx protagonizado pela historiadora da ciência Naomi Oreskes, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

3. O jornalismo científico amadurece (em inglês

A jornalista Luiza Caires, da USP, fala sobre os primeiros impactos da pandemia de covid-19 na profissão.

 Materiais de leitura (opcionais)

1. A propagação da ignorância sobre a covid-19 custou muitas vidas nos EUA (em inglês)

Reportagem no jornal Washington Post, de autoria do repórter Peter Jamison.

2. O fabulador oculto

O repórter Bernardo Esteves, da revista Piauí, escreve sobre os bastidores do poder em Brasília.

3. Ricardo e eu

Artigo do jornalista Claudio Angelo sobre o ex-ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles.

4. O jornalismo científico amadurece (em inglês)

A jornalista americana Deborah Blum escreve na revista Science sobre o crescimento do jornalismo de ciência.

Introdução ao jornalismo científico

 No primeiro módulo :

Neste módulo, iremos analisar conceitos fundamentais do jornalismo científico, tais como os diferentes tipos de estudo, boas práticas e como ler um paper científico. Alguns tópicos deste módulo são:

  • Como funciona a ciência: publicação, revisão pelos pares, preprints, retratação e outros; Critérios de diferenciação de estudos e revistas científicas;
  • Diferenças entre jornalismo científico e comunicação da ciência;
  • Como ler um paper científico: boas práticas e dicas para repórteres;
  • Qual é o papel do jornalista de ciência?;
  • Jornalismo científico pós-pandêmico: lições e reflexões trazidas pela pandemia.

 Vídeo aulas (obrigatório)

1. Introdução ao Jornalismo Científico | Parte 1

Assistir vídeo  Slides

2. Introdução ao Jornalismo Científico | Parte 2

Assistir vídeo  

3. Entrevista com Mariana Varella e Fabiana Cambricoli

Assistir vídeo  

Materiais de leitura (obrigatórios)

1. O melhor e o pior dos tempos para o jornalismo científico, artigo de Tim Appenzeller para o site de notícias da revista Science [Science]

Para quem não lê em inglês, sugiro a tradução no google. Embora a tradução da ferramenta tenha suas falhas, está cada vez melhor e deve funcionar satisfatoriamente. 

2. O jornalista André Biernath compartilha algumas de suas principais impressões sobre a Conferência Mundial de Jornalistas de Ciência em 2019

3. Manual do Departamento Knight de Jornalismo Científico do MIT

A principal fonte da primeira aula do curso é o Manual do Departamento Knight de Jornalismo Científico do MIT, que tem sua versão original em inglês, foi traduzido há pouco tempo para o espanhol e está, neste momento, sendo traduzido para o português. Recomendo um mergulho no conteúdo do guia para aprofundar o conhecimento sobre os principais itens da aula. 

O manual é extenso e os pontos que considero mais relevantes fazem parte do nosso curso, no entanto, todo o conteúdo disposto ali é relevante e vale a pena ser consumido. Para quem tem menos tempo, sugiro salvar o guia entre os seus sites favoritos e sempre recorrer a ele quando houver necessidade. Outro caminho é fazer uma leitura dinâmica de cada capítulo, escolhendo os itens que mais chamam a sua atenção para ler atentamente e passando o olho pelo restante.

Link de acesso em inglês: https://ksjhandbook.org/introduction/ 

 Materiais de leitura (opcionais)

Por que confiar na ciência?

 No segundo módulo:

Neste módulo, iremos refletir sobre os mecanismos que tornam a ciência confiável, tendo por objetivo ampliar nossa compreensão do funcionamento da ciência, o que pode nos tornar jornalistas mais preparados para lidar com armadilhas diversionistas e negacionistas. Alguns tópicos importantes deste módulo são:

  • O que é negacionismo científico e como identificá-lo?;
  • Agnotologia: um novo campo da História da Ciência que estuda a ignorância;
  • Critérios para identificar (ou vetar) fontes e especialistas;
  • Por que confiar na ciência?
  • Falsas equivalências e o papel do jornalismo na construção do conhecimento.

 Vídeo aulas (obrigatório)

1. Por que confiar na ciência | Parte 1

Assistir vídeo  Slides

2. Por que confiar na ciência | Parte 2

Assistir vídeo  

3. Entrevista com Luiza Bodenmüller e Luiza Caires

Assistir vídeo  

Materiais de leitura (obrigatórios)

Materiais de leitura (opcionais)

Cobertura ambiental e da crise climática

No terceiro módulo:

Este módulo trata da cobertura ambiental no Brasil e no mundo, com destaque para temas relacionados ao desmatamento na Amazônia e às alterações climáticas. Juntos, iremos investigar a ciência por trás do monitoramento dos principais fatores de pressão sobre a maior floresta tropical do planeta e, entre outros aspectos, por que as alterações climáticas induzidas por atividade humana são consideradas um fato científico:

  • A relevância da Amazônia para a política internacional brasileira e para o futuro climático do planeta;
  • A pandemia de covid-19 é, antes de tudo, uma crise ambiental;
  • A importância da ciência na cobertura ambiental;
  • Dicas para a cobertura da crise climática;
  • O Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC);
  • O papel da ciência no monitoramento da Amazônia.

Entrevista: Cláudio Ângelo, MapBiomas e Fakebook.Eco; Mercedes Bustamante, UnB e Academia Brasileira de Ciências

 Vídeo aulas (obrigatório)

1. Cobertura ambiental e crise climática | Parte 1

Assistir vídeo  Slides

2. Amazônia | Parte 2

Assistir vídeo  

3. Entrevista com Cláudio Ângelo, MapBiomas e Fakebook.Eco e Mercedes Bustamante, UnB e Academia Brasileira de Ciências

Assistir vídeo  

 Materiais de leitura (obrigatórios)

Materiais de leitura (opcionais)

1. Recursos opcionais

Jornalismo de dados e suas intersecções com a ciência

No quarto módulo:

Neste módulo, iremos analisar os princípios introdutórios essenciais do jornalismo de dados e a relação dessa especialidade jornalística com a ciência. Alguns tópicos do módulo final deste curso:

  • Essa história precisa ser contada em dados?;
  • O que não fazer ao analisar dados?;
  • Os diferentes caminhos narrativos;
  • Como simplificar assuntos densos;
  • Como tornar o conteúdo científico acessível e atraente;
  • O jornalismo científico como precursor do jornalismo de dados.

Entrevista: Carolina Moreno, Grupo Globo; Diego Ricardo Xavier, Fiocruz

 Vídeo aulas (obrigatório)

1. Jornalismo de dados e suas intersecções com a ciência | Parte 1

Assistir vídeo  Slides 

2. Jornalismo de dados e suas intersecções com a ciência | Parte 2

Assistir vídeo   

3. Entrevista com Ana Carolina Moreno e Diego Xavier

Assistir vídeo  

4.Webinar de lançamento do Manual de Edição do programa KSJ do MIT

Assistir vídeo  

 Materiais de leitura (obrigatórios)

1. Leia a introdução do Manual de Jornalismo de Dados do Centro Knight 

2. Leia a revisão do livro de Nate Silver [Wikipedia]

3. Você não precisa ler integralmente todos os textos das reportagens listadas a seguir, mas separe um tempo para explorar esses conteúdos com bastante atenção. 

Leia o título e os primeiros parágrafos e depois observe atentamente as minúcias das visualizações de dados. Tente compreender as decisões editoriais por trás da narrativa escolhida e busque curtir o momento. A ideia é que você encontre inspiração para os seus próximos projetos durante a jornada. 

Materiais de leitura (opcionais)

1. Recursos opcionais