texas-moody
Blog

MOOC 'Jornalismo na pandemia' está agora disponível como autodirigido em 6 línguas, incluindo árabe e russo

O popular MOOC do Knight Center  "Jornalismo na pandemia: Cobertura da COVID-19 agora e no futuro" agora está disponível como um curso autodirigido em seis idiomas: árabe, russo, inglês, espanhol, português e francês.

As versões em árabe e russo acabaram de ser publicadas esta semana e são as últimas adições à crescente oferta de cursos autodirigidos do Centro Knight, disponível em JournalismCourses.org.

Os cursos autodirigidos eram oferecidos anteriormente como um MOOC ministrado por um instrutor em quatro idiomas: Inglês, Francês, Português e Espanhol. O projeto teve um alcance mundial, atraindo 9 mil estudantes de 162 países.

Agora as novas versões autodirigidas desses quatro MOOCs, mais as versões autodirigidas em árabe e russo, estão disponíveis em uma  página especial do curso em JournalismCourses.org.

RU

“Após oito meses de pandemia, continuamos a ver os jornalistas desempenharem um papel fundamental para nos ajudar nesses tempos difíceis”, disse Guilherme Canela, chefe da Seção de Liberdade de Expressão e Segurança de Jornalistas da UNESCO. “Eles responsabilizam as autoridades com relação às políticas de resposta à COVID-19, ajudam os cidadãos a se manterem bem informados e, principalmente, verificam os fatos em meio à enorme onda de desinformação que nos atingiu junto com o vírus. Esses cursos autodirigidos ajudam os jornalistas a nos ajudar”.

Os cursos autodirigidos contam com videoaulas, leituras e entrevistas com especialistas e estão disponíveis para qualquer pessoa que deseje acessar os materiais. Nesses cursos, os jornalistas irão adquirir novos conhecimentos e acesso a recursos para melhorar sua cobertura e compreensão da pandemia. Eles vão aprender sobre a origem da COVID-19, como cobrir a doença, possíveis tratamentos e vacinas e um caminho a seguir.

Esse projeto foi possível graças ao apoio da Fundação Knight, UNESCO, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Organização Mundial da Saúde (OMS). A UNESCO desempenhou um papel fundamental na criação e tradução dos cursos autodirigidos de árabe e russo, e ambos os cursos também tiveram o apoio da União Europeia. Nos próximos meses, versões autodirigidas do MOOC sobre a pandemia também estarão disponíveis em hindi e chinês.

O curso autodirigido em russo foi traduzido pela comunicadora científica Olga Dobrovidova. Ela é redatora sênior do Skoltech Press Service, professora associada de prática na ITMO University, presidente em exercício da Association of Communicators in Education and Science (AKSON) e vice-presidente da European Federation of Science Journalism.

Elsa Rizk traduziu o curso autodirigido em árabe. Ela possui mestrado em interpretação pela Université Saint-Joseph (USJ) - Beirute. Ela é intérprete/tradutora desde 2004.

De modo geral, esse MOOC e suas versões autodirigidas tiveram amplo impacto e alcançaram jornalistas e profissionais da mídia de todo o mundo.

“Nestes tempos terríveis de pandemia, jornalistas de todo o mundo precisam de ferramentas para melhorar sua cobertura da disseminação da COVID-19”, disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight. “O MOOC que oferecemos em maio passado com uma excelente equipe de instrutores liderada por Maryn McKenna já ajudou milhares de jornalistas, incluindo muitos que não tinham experiência em jornalismo científico e de repente tiveram que cobrir uma pandemia. Portanto, agora estamos felizes em estender o alcance deste programa por meio de uma versão autodirigida do MOOC e em seis idiomas.”

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, destacou o curso do Centro Knight, “Jornalismo na pandemia: Cobertura da COVID-19 agora e no futuro”, durante uma reunião diária no final de agosto.

“Estamos aprendendo coisas novas sobre esse vírus todos os dias e os jornalistas são essenciais para nos ajudar a comunicar essas informações ao público de uma forma que salve vidas”, disse Ghebreyesus. “Continuaremos a promover ciência, soluções e solidariedade porque acreditamos profundamente que fazemos isso melhor quando fazemos juntos.”

Nos próximos meses, estaremos desenvolvendo novos treinamentos para jornalistas que cobrem a pandemia, principalmente sobre combate à desinformação e cobertura de vacinação.