texas-moody
Blog

Investigações digitais: novo curso online em inglês ensina jornalistas a seguir rastro digital de pessoas e entidades

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas está oferecendo o curso online gratuito em inglês, “Investigações digitais para jornalistas: Como seguir o rastro digital de pessoas e entidades”, para ajudar os jornalistas a obterem as ferramentas necessárias para investigar e monitorar pessoas e entidades por trás de contas nas mídias sociais.

O MOOC (curso massivo online aberto) será realizado de 5 de outubro a 1º de novembro de 2020, durante quatro semanas, na Journalism Courses, plataforma de ensino a distância do Centro Knight..

Inscreva-se agora para este curso online gratuito aqui.

Digital investigations for journalists

Independentemente da área de cobertura do jornalista, qualquer história provavelmente terá um elemento digital envolvido, de acordo com o editor de mídia do BuzzFeed News Craig Silverman, que conduzirá o curso gratuito. Por este motivo, é importante fazer monitoramento digital, pesquisa e investigação para verificar se as informações estão alinhadas com o que essas entidades estão dizendo.

“Este curso é realmente essencial porque pode fornecer a qualquer jornalista, de qualquer área, ferramentas e técnicas essenciais e orientações sobre como trazer esse componente investigativo digital para o que estão fazendo”, disse Silverman.

Silverman acrescentou que essas ferramentas podem ajudar os jornalistas na investigação de antecedentes, verificação de fatos e na compreensão do valor e da ética de um produto e presença digital daqueles que estão investigando.

Além de Silverman, o curso também terá como instrutores três outras jornalistas experientes: Brandy Zadrozny, NBC News; Jane Lytvynenko, BuzzFeed News; e Johanna Hall, Bellingcat. Cada jornalista será responsável por um dos quatro módulos semanais do MOOC.

“Temos instrutoras fantásticas que estão se juntando a mim neste curso”, disse Silverman. “Essas são pessoas que todos os dias estão fazendo investigações digitais inovadoras e de ponta para organizações de notícias realmente excelentes. É maravilhoso termos diferentes instrutoras com diferentes áreas de especialização, todas líderes em suas áreas. ”

“Este curso é sobre técnicas de ponta para jornalistas investigativos”, disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight. “Estamos orgulhosos de ter recrutado uma equipe de instrutores incríveis, liderados por Craig Silverman, um pioneiro e líder no campo relativamente novo do jornalismo investigativo digital. Qualquer jornalista, independentemente de usar o rótulo de ‘investigativo’, pode se beneficiar muito com este curso de maneiras muito práticas. ”

O curso vai ser dividido em quatro módulos semanais, cada um com um tema específico: 

  • O uso da mídia social e informações públicas para investigar quem está realmente por trás de uma conta de mídia social.
  • Técnicas de monitoramento, investigação e pesquisa em plataformas de mídia social, bem como verificação de imagens e vídeos.
  • Como investigar e analisar o conteúdo e os registros de um site.
  • Noções básicas de análise de rede e como aplicá-las a investigações digitais.

O curso “Investigações digitais para jornalistas: Como seguir o rastro digital de pessoas e entidades” está aberto a todos os interessados ​​em aprender como investigar conteúdos e contas digitais.

Silverman disse que espera que os alunos saiam ao final do curso tendo aprendido os fundamentos básicos das técnicas e abordagens de pesquisa digital, para que possam ter um ponto de partida mais forte ao trabalharem em sua área de cobertura e iniciarem suas pesquisas, e para que possam obter informações de melhor qualidade sobre a pessoa ou entidade que estão investigando.

“Ao ser equipado com essas ferramentas e técnicas, você pode se defender melhor e identificar sinais de manipulação quando estiver fazendo reportagens”, disse Silverman. “Porque uma das coisas que realmente queremos evitar aqui é que os jornalistas acreditem em más informações, ou amplifiquem campanhas de trollagem ou boatos. Ter uma base nesses tipos de técnicas e abordagens investigativas digitais ajudará o jornalista a não ser enganado também. ”

O curso é assíncrono, o que significa que não haverá eventos ao vivo programados em horários específicos. Você pode entrar no curso e concluir as atividades em seu próprio ritmo, nos horários e nos dias que forem mais convenientes para você.

Clique aqui para se inscrever neste curso.

Sobre os instrutores

Craig Silverman é um jornalista e autor premiado e um dos maiores especialistas do mundo em desinformação online, notícias falsas e investigações digitais. Ele é o editor de mídia do BuzzFeed News, onde cobre plataformas, desinformação online e manipulação de mídia. Craig também é editor da série de manuais de verificação do European Journalism Centre. Ele foi nomeado pelo Politico 50 por seu trabalho expondo notícias falsas e seu efeito na política americana, e recebeu o prêmio Carey McWilliams da American Political Science Association, que homenageia "uma importante contribuição jornalística para a nossa compreensão da política". 

Brandy Zadrozny é uma repórter investigativa e premiada da NBC News, onde cobre desinformação, extremismo e internet. Só neste ano, ela escreveu histórias marcantes sobre a conspiração QAnon, o canal de propaganda pró-Trump, The Epoch Times, as pessoas que estão lucrando com o crescente movimento antivacinação e com a desinformação online sobre o coronavírus. Anteriormente, Brandy estava no The Daily Beast, onde cobriu política e a internet como repórter sênior. Ela tem um Mestrado em Biblioteca e Ciência da Informação e, em uma vida anterior, trabalhou como bibliotecária e instrutora em bibliotecas de notícias, faculdades e públicas.

Jane Lytvynenko é uma repórter premiada do BuzzFeed News, onde se concentra em desinformação, segurança cibernética e investigações online. Jane descobriu campanhas de manipulação nas mídias sociais associadas a atores estatais, atores nocivos com motivação financeira que espalham desinformação, e violações de dados importantes. Seu trabalho também oferece uma verificação de fatos acessível a amplos públicos em tempos de crise.

Johanna Wild é uma investigadora de código aberto na Bellingcat e é apaixonada por tecnologia e desenvolvimento de ferramentas para investigações digitais. Ela tem experiência em jornalismo e passou vários anos em regiões de (pós) conflito, onde apoiou jornalistas da África Oriental e do Oriente Médio para investigar e reportar sobre a dinâmica do conflito local.