texas-moody
Blog

Estratégias de Produto no Jornalismo: Curso grátis ensina a alinhar conteúdo, audiência, negócios e tecnologia

Com todas as mudanças que o jornalismo experimentou nos últimos anos da revolução digital, os jornalistas têm adotado “novos” papéis e formas de pensar para melhor atingir o público e tornar suas organizações mais sustentáveis.

Uma das novas funções que os jornalistas devem desempenhar é gerenciar produtos de forma a “integrar negócios, público e objetivos de tecnologia enquanto os alinha à ética do jornalismo”, conforme descrito pela News Product Alliance (NPA).

Criada há dois anos, a NPA tem “construído uma comunidade de apoio e prática para profissionais de produtos de notícias”. Agora, ela uniu forças com o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas para oferecer um curso online gratuito, graças ao apoio da Google News Initiative, para ajudar jornalistas de todo o mundo a entender e praticar melhor esta nova função como profissionais de produtos.

O curso online massivo e aberto (MOOC, na sigla em inglês), “Estratégia de produto no jornalismo: como alinhar conteúdo, audiências, negócios e tecnologia,” vai de 23 de agosto a 19 de setembro de 2021 e será ministrado simultaneamente em três idiomas por três instrutores diferentes: Adriana Lacy (inglês), Mariano Blejman (espanhol) e Paty Gomes (português).

Inscreva-se agora para o curso em inglês, espanhol ou português.

PM

“A visão de produtos é fundamental na concepção e desenvolvimento de produtos financeiramente sustentáveis no jornalismo. Em um momento de crise profunda do modelo de negócio da indústria, se existe outro caminho, eu desconheço,” disse a instrutora do curso em português, Paty Gomes. “Organizações que aderem à cultura de produto passam a entender que o papel do jornalista não é apenas produzir conteúdo, mas descobrir que dor o seu conteúdo resolve, de quem, qual a melhor forma de endereçá-la e aí sim, produzir o conteúdo, distribuí-lo, metrificá-lo e melhorá-lo de maneira contínua..“

No curso online de quatro semanas, os alunos aprenderão ferramentas e conceitos para criar e manter produtos de informação sustentáveis.

Cada semana do curso será dedicada a um módulo e tópico específicos.

  1. Como usar a mentalidade do produto e princípios ágeis no dia a dia da redação.
  2. Identificar pessoas e problemas por trás dos produtos que você está projetando, criar hipóteses e projetar soluções.
  3. Como criar uma visão de produto, estratégia e roadmap.
  4. Como entregar o produto certo, começando com uma mentalidade de prototipagem e usando ciclos de feedback.

Gomes ministrará o curso por meio de vídeo-aulas, leituras e apostilas, fóruns de discussão e questionários.

Ela também contará com a presença de palestrantes convidados, incluindo Bárbara Libório, jornalista, consultora e gerente de projetos; Carolina Cavaleiro, chefe de inovação da Aos Fatos; Luciana Cardoso, gerente de produto da Quartz; Mariana Nascimento, product owner do JOTA; e Gisela Nogueira, treinadora ágil do JOTA.

“Procurei pensar nos melhores exemplos que conhecia de pessoas que usam a mentalidade de produtos no seu dia a dia e as convidei para trazer experiências práticas que exemplificassem a teoria abordada no módulo. Foi assim que eu convidei a Bárbara Libório para falar de Agilidade, a Carol Cavaleiro para falar de user research, a Luciana Cardoso para falar de roadmap, e a dupla Mariana Nascimento e Gisela Nogueira para falar de ciclos rápidos de experimentação.”

A própria Gomes é diretora de produto do site de notícias brasileiro JOTA, que cobre os três poderes do governo. Anteriormente, ela trabalhou como repórter de educação no jornal Folha de S. Paulo e ajudou a fundar o site de jornalismo educacional Porvir. Ela também foi editora e repórter da EdSurge e pesquisadora do Knight Lab.

“A Google News Initiative visa ajudar as organizações de notícias a prosperar na era digital. Cada vez mais vemos o produto como uma disciplina que está ajudando a acelerar a transformação digital das redações em todo o mundo e encurtando seu caminho para a sustentabilidade”, disse Marco Túlio Pires, líder do Google News Lab no Brasil e na América Latina. “Estamos muito entusiasmados com a parceria com o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas e a News Product Alliance. Este curso é uma ótima oportunidade para apresentar o pensamento sobre o produto a milhares de jornalistas e iniciá-los nas técnicas que estão impulsionando algumas das redações de maior sucesso do mundo.”

Este curso é para jornalistas, criadores de conteúdo digital, gerentes de mídia social, profissionais de comunicação e empreendedores, gerentes de produto e profissionais de UX / UI interessados ​​em mídia. No entanto, está aberto a qualquer pessoa interessada no pensamento do produto.

Os alunos precisarão de um computador com acesso à Internet, bem como a capacidade de usar o Google Docs, Google Spreadsheets e Google Slides.

Como todos os cursos do Knight Center, este MOOC é assíncrono, o que significa que você pode concluir as atividades do curso nos dias e nos horários que melhor se adequarem à sua programação. Existem prazos recomendados para que você não fique para trás.

Os alunos que concluírem com sucesso os requisitos do curso têm a opção de pagar uma taxa administrativa de US$ 30 para receber um certificado de conclusão em formato PDF. O Centro Knight avaliará os casos de alunos que precisam de isenção dessa taxa. Nenhum crédito formal da faculdade está associado ao certificado.

“As pessoas deverão estar abertas para repensar sua forma de trabalho porque a abordagem de produtos é nova. No entanto, com o passar das semanas, vai ficando cada vez mais claro que os princípios da cultura de produtos podem já fazer parte da rotina dos jornalistas, mesmo que eles não saibam,” disse Gomes. “Uma cultura de produtos não se sustenta sem colaboração, transparência, compromisso com a melhoria contínua, preocupação com pessoas e processos, com blocos pequenos e constantes de entregas de valor e, sobretudo, com o usuário no centro.”

“Se esses princípios já fizerem parte do dia a dia da organização, ajustar metodologias é o de menos. E muitas vezes, em uma redação, os jornalistas já trabalham de forma colaborativa e preocupada com a qualidade do conteúdo,” ela acrescentou. “O que vamos fazer, neste curso, é convidar os alunos a pensar como alterar seus processos para trazer a cultura para a rotina e, assim, desenvolver produtos financeiramente sustentáveis e que os assinantes consideram úteis.

Então, se você prefere português, junte-se a Gomes, seus palestrantes convidados e jornalistas de todo o mundo, inscrevendo-se aqui neste curso online grátis! Ou inscreva-se em nosso curso em espanhol ou inglês.