texas-moody
Blog

Centro Knight anuncia programa e palestrantes da Primeira Conferência Latino-americana sobre Diversidade no Jornalismo. Se inscreva!

A Primeira Conferência Latino-americana sobre Diversidade no Jornalismo terá 19 palestrantes da América Latina e dos Estados Unidos em quatro sessões temáticas e duas mesas especiais (uma na abertura e outra no encerramento), nos dias 26 e 27 de março de 2021, anunciou o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.

Patrocinado pela Google News Initiative, o evento do Centro Knight será totalmente online e gratuito, mas é necessário uma inscrição prévia neste site. Quem assistir às quatro sessões temáticas principais pode receber gratuitamente um certificado de participação.

A conferência, pioneira em seu tipo, será aberta com duas apresentações especiais. Jamile Santana, gerente de jornalismo da Énois Conteúdo, Brasil, vai falar sobre um programa de promoção da diversidade no jornalismo em seu país e sobre a criação de uma metodologia para determinar o nível de diversidade de uma redação. Ruthy Muñoz, jornalista colaboradora do Skift e do palabraNAHJ nos Estados Unidos, vai discutir a longa história de luta dos jornalistas americanos pela diversidade na imprensa.

Em seguida, o evento terá quatro painéis temáticos principais. Na sexta-feira, 26 de março, os painéis vão ser sobre Gênero e Orientação Sexual. Os dois painéis principais no sábado vão ser sobre questões raciais e étnicas e sobre deficiência.

Na sessão especial de encerramento, no sábado, 27 de março, a jornalista argentina Liza Gross, vice-presidente de mudanças de práticas da Solution Journalism Network, dos Estados Unidos, se reunirá com o diretor e fundador do Centro Knight, professor Rosental Alves, e com a jornalista Mariana Alvarado, para uma discussão com os participantes sobre os principais temas abordados durante os dois dias de conferência.

Veja o programa completo e a lista de palestrantes da conferência. Se inscreva aqui!

Diversity conference speakers“As questões de diversidade, equidade e inclusão estão em pauta em muitas partes do mundo e talvez tenham vindo um pouco tarde em certas áreas do jornalismo latino-americano, mas agora é a hora. E estamos felizes em poder contribuir com essa conferência pioneira”, explica Rosental Alves.

O objetivo da conferência, acrescenta Alves, é promover a diversidade e a inclusão nas notícias que veiculam e nas redações que as produzem. Além disso, a ideia é ouvir as próprias experiências de alguns colegas jornalistas latino-americanos que promoveram a cobertura dessas questões.

O objetivo da conferência, acrescenta Alves, é promover a diversidade e a inclusão nas notícias que são publicadas e nas redações que as produzem. Além disso, a ideia é ouvir as próprias experiências de alguns colegas jornalistas latino-americanos que fizeram avançar a cobertura dessas questões.

Após a apresentação especial que abre a conferência na sexta-feira, 26 de março, serão realizados dois painéis temáticos. O primeiro é às 10h, horário do Texas, e será sobre gênero. A sessão contará com a presença da moderadora Belén Arce, diretora editorial de Chicas Poderosas; Ale Higareda, diretora do Malvestida.com; Lucía Solis, editora de gênero do Grupo La República e Luz Mely Reyes, cofundadora do Efecto Cocuyo.

Nesse mesmo dia, às 14h, será realizado o painel sobre orientação sexual, com a moderação de Cristian Alarcón, escritor, jornalista e fundador da revista Anfibia e do site Cosecha Roja. E como palestrantes estarão: Eladio González, editor geral da Expansión no México; Lina Cuellar, diretora e cofundadora da Sentiido, da Colômbia; e Caê Vasconcelos, repórter da Ponte do Brasil.

No sábado, 27 de março, a conferência começa às 10h com o painel sobre questões étnicas e raciais. Será moderado por Marco Avilés, escritor, jornalista e colaborador do Washington Post e Ojo-Público. Participarão como palestrantes María Teresa Juárez, roteirista, criadora e chefe da área de formação e inovação de Periodistas de a Pie no México; Paula Cesarino, ex-editora de diversidade da Folha de S. Paulo, Brasil; e Pedro Cayuqueo, escritor e jornalista mapuche, Chile.

O quarto e último painel, no sábado, 27 de março, será sobre deficiência e será moderado por Priscila Hernández, acadêmica, jornalista e colaboradora da revista Nexos no México. Como palestrantes estarão Verónica Gonzalez, coordenadora de comunicação da Agência Nacional de Deficiência da Argentina; Andrea Medina, de www.integradoschile.cl; e Andrea Burga, criadora do blog ConCapacidad no Peru.

A conferência é dirigida a jornalistas, estudantes de jornalismo, acadêmicos e editores de língua espanhola, interessados ​​em questões de diversidade.

O Centro Knight realiza este evento após reunir cerca de 2.000 alunos de 50 países no curso online “Diversidade nas Notícias e nas Redações”. A conferência conta com o patrocínio da Google News Initiative, que também apoiou o MOOC (Curso Online Aberto e Massivo), que aconteceu de 11 de janeiro a 7 de fevereiro.

Não se esqueça de se inscrever aqui para a Primeira Conferência Latino-americana sobre Diversidade no Jornalismo

  • Quando: sexta e sábado, 26 e 27 de março
  • Evento gratuito e completamente online
  • Certificado de participação para quem assistir ao menos quatro sessões temáticas